29/12/11

Untitled.


Parabéns a mim!


Sempre achei estranho fazer anos nesta altura. O Natal ainda se arrasta e já quase só se pensa na passagem de ano... Serei a única que faz anos entre estas duas datas a sentir-me assim?

Durante os últimos meses estive em guerra com esta data. Queria que este dia não existisse. Que o calendário simplesmente comesse este dia ou então que eu conseguisse evaporar ou emigrar para a lua por um dia. Talvez por este ano ter sido particularmente difícil e o facto de eu associar a data dos meus anos como o fim e o início de um novo ano (porque o é praticamente), não queria nem por nada celebrá-lo. Soprar velas, ter amigos e família a cantarem-me os parabéns e a terem-me como ponto de atenção por momentos é estranho para mim. Não sei, sou envergonhada neste aspecto. Fora a infância e início de juventude, sempre tive dificuldades em gerir este dia e estes momentos, em gerir emoções. 

Mas, mais uma vez, como não tenho o poder de controlar o universo, surgiu uma razão   (muito especial e importante) para o celebrar hoje à noite com a família mais próxima, amigos e 2 pessoas muito importantes que este ano não estão do outro lado do Atlântico e que desde os meus primeiros anos (ou seja, há mais de 2 décadas), não estavam presentes fisicamente nesta altura. Fiquei reticente em ter de o fazer, porque a vontade não era zero, era -1000. Mas consegui fazer-me frente. Porque todos os que vão estar comigo merecem. E eu também mereço. Mereço libertar-me deste último ano, deste capítulo da minha vida que me trouxe muito mais amarguras que alegrias, que me pesou tanto no peito e quase me esmagou o coração. Que me tirou anos de vida. Mereço começar um novo, numa folha limpinha, num dos meus cadernos que tanto fiz com carinho e dedicação. Um caderno deste projecto que surgiu numa noite de devaneio e tão naturalmente, que nem eu sei bem explicar como surgiu. E sem saber se ia ser mais um big fail da minha vida, tem-me trazido alegrias e força.


Hoje a Moça dos Padrões também celebra os seus pequeninos 15 dias :)
♥ Obrigado a todos que estão a acompanhar este projecto recém-nascido e sem ter havido gravidez. 
Sem as minhas leitoras e algumas amigas a M.P. tinha-se perdido no espaço 



E à meia-noite recebi a melhor prenda! 
Que nunca estava à espera de receber. Das minhas amigas, com fotografias de vários anos, de muitos momentos felizes e especiais, que me acompanham há mais de uma década, um grupo especial que faz (e fará) parte da minha vida, e outras pessoas que se foram cruzando no meu caminho entretanto e por cá permanecem.
Porque uma imagem diz mais que 1000 palavras. Tem sentimentos gravados no tempo para sempre. Ali à distância de um olhar.

«Um amigo verdadeiro é alguém que acredita em ti ainda que tu deixes de acreditar em ti mesmo»

Obrigado a todos os que não deixaram de acreditar em mim nem de lutarem por mim. E a quem me ajudou a levantar a cabeça, a deixar de bater no ceguinho e me obrigou a sair do lugar onde me encontrava colada com super-cola 3. 
Elas sabem quem são. Obrigado do fundo do coração.

Hoje digo de coração cheio...

Estou Feliz!



2 comentários:

sarovsky disse...

Não podes imaginar o quão feliz me faz ler tudo isto! :D Um abraço apertado [*] <3

Sofia Carvalho disse...

Muitos parabéns!

Desculpa ser um pouco atrasados mas o que vale é a intenção.

Beijinhos

www.omeueularanja.blogspot.com